Notícias

Pesquisa Lance!-Ibope mostra que torcedores brasileiros não lembram marcas

Segundo a 5ª Edição da pesquisa Diário LANCE! – IBOPE sobre o comportamento do torcedor brasileiro, 56,6% dos abordados não conseguem citar sequer uma marca patrocinadora de times nacionais. Foi constatado, ainda, que as marcas com mais tempo junto aos clubes, como BMG (Atlético-MG), Unimed (Fluminense) e Banrisul (Internacional e Grêmio), são as que atingiram maiores índices de percepção. Entre os motivos para estes resultados, destaca o trabalho, estão fatores como contratos curtos de patrocínio; clubes com uniformes poluídos pela exposição excessiva e escassez de projetos de construção de marca conjunta, envolvendo vários players com relacionamento mais próximo ao torcedor, além do uniforme e TV.

Em percentuais de lembrança, a liderança é da parceria BMG – Atlético-MG, com 38%. Em seguida vem a da Unimed – Fluminense, com 34,4%; o Banrisul investe nos dois rivais gaúchos e fica com 32,6% de lembrança com o Internacional e 31,4% com o Grêmio. O BMG, que também aposta nos dois principais clubes mineiros, reaparece com 30,4% nas camisas do Cruzeiro. Depois vem a Guaraviton, com 20,4% por sua parceria com o carioca Botafogo. Na sequência vem a Caixa com o Corinthians, 18,8%, e com o Vasco, 15%. A Adidas aparece com o Flamengo (14,2%) e Palmeiras (12,2%), a LG com o São Paulo (9,2%) e novamente o BMG, com o Santos, 8,5%.

Foi identificado que os torcedores dos grandes clubes têm ínfima lembrança sobre os patrocinadores. Alguns, quando lembram, mencionam antigas parcerias como a da Parmalat com o Palmeiras (10,3% de lembrança entre os alviverdes), que terminou há mais de uma década. De nove dos 12 principais clubes brasileiros os próprios torcedores não souberam citar nenhum patrocinador. O ranking dos sem lembrança tem São Paulo e Santos empatados com 61,1% na liderança, seguidos por Flamengo, com 58,9%; Corinthians, com 57,9%, Vasco 57,3%; Botafogo e Palmeiras, 55,9%; Grêmio, 51,7%, Cruzeiro, 51,6%; Fluminense 48,8%; Internacional, 42,5% e Atlético MG, 38,8%.

“A pesquisa mostra que a simples exposição na TV não é suficiente para aumentar a percepção da marca. A maioria dos torcedores acompanha o dia a dia do time na mídia, não só em dia de jogo, e reside aí uma oportunidade de relacionamento sem tamanho”, explica Bruno Costa, gerente de negócios do LANCE!

Os dados fazem parte da maior e mais abrangente pesquisa sobre o comportamento do torcedor brasileiro, cujos principais números anteriormente divulgados se referiam ao tamanho das torcidas. Foram entrevistadas cerca de cinco mil pessoas em todos os estados do país. Como comparação, pesquisas eleitorais de abrangência nacional são realizadas com cerca de três mil pessoas.

Assessoria de Comunicação:
IAA Comunicação e Eventos – (21) 2533-6614 / 4141-3652
Ivan Accioly – ivan@iaacomunicacao.com.br / (21) 99226-8999